O site oficial de notícias de Iguatu e Centro Sul do Ceará

Notícias Brasil

Anvisa aprova venda em farmácias de medicamento contra a covid-19

O Paxlovid traz dois antivirais agindo em conjunto; será preciso receita

Anvisa aprova venda em farmácias de medicamento contra a covid-19
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta segunda-feira (21), a venda em farmácias do Brasil do medicamento Paxlovid, usado para o tratamento da covid-19.

 

O Paxlovid consiste em dois medicamentos antivirais agindo conjunto: o nirmatrelvir e o ritonavir que atuam em conjunto bloqueando uma enzima que o vírus da covid-19 precisa para se replicar no corpo humano.

 

 

A decisão permite o fornecimento do medicamento no mercado privado, com rotulagem e bula em português e em espanhol. Também ficou aprovada a ampliação da validade do remédio de 12 para 18 meses..

 

A venda em farmácias deve ser feita sob prescrição médica, com dispensação e orientação pelo farmacêutico ao paciente sobre o uso correto. A prioridade, contudo, deve ser o fornecimento do programa do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

A Anvisa diz que levou em conta a venda do medicamento em outros hospitais que têm autoridades de saúde de referência, como EUA e Canadá. Também considera o cenário atual epidemiológico do Brasil, com novas subvariantes circulando e aumento de casos.

"O diagnóstico precoce e o tratamento ambulatorial, quando necessário, são importantes para evitar a progressão da doença para casos graves", diz a diretora Meiruze Freitas. Ela destacou que o medicamento não remove a necessidade da vacina. "A vacinação continua sendo a melhor estratégia para evitar a covid-19, as hospitalizações e os óbitos".

 

Sobre o Paxlovid

O Paxlovid, utilizado no tratamento da covid-19, teve seu uso emergencial aprovado no Brasil em 30 de março de 2022. Composto por comprimidos de nirmatrelvir e ritonavir embalados e administrados juntos, o medicamento é indicado para o tratamento da covid-19 em adultos que não requerem oxigênio suplementar e que apresentam risco aumentado de progressão para a forma grave da doença. O medicamento é fabricado pela Pfizer.

FONTE/CRÉDITOS: Correio da Bahia
Comentários:

Veja também

Colabore com informações: fotos, vídeos, áudios !