O site oficial de notícias de Iguatu e Centro Sul do Ceará

Loading...

TV Centro Sul Ao vivo

Notícias Ceará

Grupo suspeito de aplicar golpes virtuais contra moradores de Minas Gerais é preso no Ceará

Suspeitos usavam a foto das vítimas em um novo número de telefone e passavam a pedir dinheiro aos familiares e conhecidos dela.

Grupo suspeito de aplicar golpes virtuais contra moradores de Minas Gerais é preso no Ceará
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Um grupo suspeito de aplicar golpe de estelionato virtual contra moradores de Minas Gerais foi preso nesta quarta-feira (23), em bairros de Fortaleza e da Região Metropolitana. Seis suspeitos foram capturados.

A investigação conduzida pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) identificou que os cearenses estariam utilizando aplicativos de mensagem se passando por familiares das vítimas para extorquir dinheiro delas.

Criminosos cearenses se passavam pelas vítimas para pedir dinheiro. — Foto: Polícia Civil de Minas Gerais/ Divulgação

Em um trabalho conjunto entre os dois estados, a Polícia Civil do Ceará localizou e prendeu: Vanessia Kariny Uchôa Araújo, 44 anos, Pedro Mendes Bezerra Neto, 38 anos, Virlane Batista da Silva, 35 anos, Edmilson Costa Sousa, 28 anos, Hermerson Mário Teles de Holanda e Débora Oliveira Lima, ambos de 27 anos.

Virlane foi presa em uma residência no Bairro Padre Andrade, em Fortaleza. Com a mulher foi apreendida uma motocicleta.

Após os procedimentos, os suspeitos foram encaminhados à sede do Departamentos de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). As investigações seguem para identificar outras pessoas envolvidas nas ações criminosas do grupo.

 

Operação Dublê

 

Investigação foi conduzida pela Polícia Civil de Minas Gerais e fez parte da Operação Dublê. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

A captura dos cearenses fez parte da Operação Dublê, deflagrada pela Polícia Civil de Minas Gerais, com apoio da Polícia Civil do Ceará.

A ofensiva ganhou esse nome em analogia ao papel que o dublê desempenha. Os alvos da operação faziam a aquisição da imagem da vítima e de um novo número telefônico, assumindo uma falsa identidade, agindo usando os nomes das vítimas para praticar golpes financeiros e solicitar dinheiro de familiares e amigos das vítimas.

FONTE/CRÉDITOS: g1
Comentários:

Veja também

Colabore com informações: fotos, vídeos, áudios !