O site oficial de notícias de Iguatu e Centro Sul do Ceará

Loading...

TV Centro Sul Ao vivo

Notícias Ceará

Idosa de 75 anos é localizada após desaparecer com filha que a levou para fazer exame, em Fortaleza

A Polícia Civil disse que a mulher e uma das filhas saíram de casa após conflitos familiares.

Idosa de 75 anos é localizada após desaparecer com filha que a levou para fazer exame, em Fortaleza
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A idosa de 75 anos que estava desaparecida desde a última quinta-feira (19) foi localizada, segundo a Polícia Civil. A mulher havia desaparecido após ser levada pela filha para fazer um exame de ressonância magnética em Fortaleza. Ela foi localizada em Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A Polícia disse que a idosa e uma das filhas saíram de casa, após conflitos familiares. No entanto, em entrevista ao g1, a filha mais velha da idosa disse que a irmã mais nova raptou a mãe após ir ao hospital. A reportagem procurou a filha para comentar o caso após a idosa ser encontrada, mas ela não quis ser entrevistada.

"Ela não fala com ninguém, não atende ligação. A gente não quer que fiquem ligando para ela, porque senão ela desliga o celular e vai ser mais difícil de encontrar", disse a mulher, enquanto a mãe ainda estava desaparecida.

Um inquérito policial foi instaurado para apurar a conduta da filha que estava com a idosa. Após a conclusão do caso, a mulher poderá ser indiciada pelos crimes de sequestro e exploração econômica. O caso é acompanhado pela Delegacia de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência (DPIPD).

Conflitos familiares

Segundo a filha, uma vizinha viu quando sua mãe se recusou a ir para a clínica. "Ela (a testemunha) viu um carro chegar, olhar o número da casa e ir para a frente. Minha irmã saiu, pediu para o rapaz ir mais para a frente dizendo 'Vamos, mãe, fazer o exame', mas minha mãe dizia que não queria ir", disse.

As duas irmãs mantinham uma boa relação com a idosa, mas vinham tendo conflitos entre elas.

 

"Ela é evangélica e queria que a gente ficasse ouvindo a palavra de Deus. A confusão maior era por causa disso. Ela queria que a minha mãe, todo mundo, virássemos evangélicos, mas um dia eu disse que sou católica e quando eu puder e sentir vontade, vou. Ela é insistente até com o povo da rua", explicou.

Antes da idosa ser encontrada, o único contato que a família teve com a filha mais nova foi por um aplicativo de mensagens no celular. Quando perguntam onde está a mãe, a filha diz que ela está bem e "na paz do Senhor".

A mulher tem um filho adolescente que, segundo a irmã, não estava frequentando a escola desde o acontecido. Ela chegou a ir na clínica para saber se o exame foi mesmo realizado e recebeu a resposta positiva.

"De tarde (na quinta-feira, dia do desaparecimento), liguei para o meu irmão para saber se elas tinham voltado. Ele disse que ela mandou uma mensagem dizendo que quando saísse da clínica vinha para casa. Ele ficou mandando mensagem e ela respondeu que estava tudo bem", acrescentou.

 

"A família está mais preocupada com a minha mãe. Ela está acostumada com os netos, com os gatos. Ninguém sabe como o coração dela está".

 

A idosa, apesar de saudável, se movimenta com ajuda de um andador, devido a um acidente que sofreu há alguns anos.

FONTE/CRÉDITOS: g1
Comentários:

Veja também

Colabore com informações: fotos, vídeos, áudios !