O site oficial de notícias de Iguatu e Centro Sul do Ceará

Notícias Mundo

Papa Francisco sai de cirurgia de hérnia abdominal sem complicações

Pontífice realizou procedimento por risco de obstrução

Papa Francisco sai de cirurgia de hérnia abdominal sem complicações
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

papa Francisco, de 86 ano passou por uma cirurgia de hérnia abdominal, nesta quarta-feira (7), sem complicações. A intervenção foi realizada em Roma e concluída sem complicações, informou o Vaticano.

A operação "benigna" foi motivada pelo risco de obstrução intestinal e não deixará sequelas, segundo o médico Sergio Alfieri, chefe da unidade de cirurgia digestiva complexa do hospital Gemmeli, em Roma. Ele acrescentou que Jorge Bergoglio não sofre de nenhuma outra doença. 

 

A intervenção, que durou três horas na presença de diversos médicos, consistiu de uma laparotomia (incisão no abdômen) e a colocação de uma prótese. 

"A operação, preparada nos últimos dias pela equipe médica que atende o Santo Padre, tornou-se necessária por causa de uma hérnia incisional que provoca síndromes de obstrução recorrentes, dolorosas e em vias de agravamento", explicou o diretor do serviço de imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni.

As audiências do papa foram canceladas até 18 de junho "por precaução". O pontífice deve permanecer hospitalizado por alguns dias.

Na manhã de terça-feira, o papa compareceu ao hospital Gemelli e foi submetido a "exames", mas o Vaticano não revelou detalhes. A decisão da cirurgia foi tomada logo depois.

PROBLEMAS DE SAÚDE RECORRENTES

O Papa Francisco, que comemorou o 10º aniversário do pontificado em março deste ano, foi acometido por diversas doenças nos últimos anos. No fim de março deste ano, o argentino foi novamente internado na unidade de saúde para tratar uma infecção respiratória. 

Há duas semanas, ao canal Telemundo, ele relembrou o diagnóstico e disse que a "pneumonia" foi tratada "a tempo". "Se tivéssemos esperado mais algumas horas, teria sido mais grave", comentou. 

Em maio, ele chegou a faltar as tradicionais audiências devido a um quadro de febre. O pontífice já declarou em várias oportunidades que cogitaria renunciar ao cargo, como fez o antecessor Bento XVI, falecido em dezembro, em caso de estado grave de saúde, mas recentemente afirmou que a ideia não estava em seus planos.

"O papa está alerta e consciente e agradece as inúmeras mensagens de proximidade e oração que chegaram a ele", declarou Alfieri, que já havia operado o papa em 2021.  

FONTE/CRÉDITOS: Diário do Nordeste
Comentários:

Veja também

Colabore com informações: fotos, vídeos, áudios !