O site oficial de notícias de Iguatu e Centro Sul do Ceará

Notícias Mundo

"Se brincar com fogo, vai se queimar", diz Xi a Biden sobre Taiwan

Durante a reunião de 2h17 de duração, Xi subiu o tom e repetiu a ameaça diretamente a Biden, declarando se “opor firmemente ao separatismo e a ‘independência de Taiwan’

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da China, Xi Jinping, realizaram uma cúpula por videoconferência nesta quinta-feira motivada pelo aumento de tensões envolvendo a ilha de Taiwan, que a China continental considera como parte integral de seu território.

Na semana passada, a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, anunciou que pretende visitar Taiwan durante uma ida à Ásia, na primeira viagem de alguém em seu cargo ao território em 25 anos. Isto levou as autoridades chinesas a emitirem vários alertas sobre graves consequências se a visita de fato ocorrer.

Durante a reunião de 2h17 de duração, Xi subiu o tom e repetiu a ameaça diretamente a Biden, declarando se “opor firmemente ao separatismo e a ‘independência de Taiwan’ [aspas no original] e à interferência de forças externas”.

"Nunca deixaremos espaço para as forças da "independência de Taiwan" de qualquer forma. A posição do governo chinês e do povo chinês sobre a questão de Taiwan tem sido consistente", afirmou Xi a BIden, segundo comunicado chinês. "A opinião pública não pode ser violada. Se brincar com fogo, vai se incendiar. Espero que o lado dos EUA possa ver isso claramente".

Convocada pelos Estados Unidos, a conversa bilateral foi a quinta entre os dois líderes desde que Biden assumiu a Casa Branca e a primeira desde março, e acontece em um contexto especialmente tenso, na já acalorada relação pelos país. O comunicado americano ainda não foi divulgado.

FONTE/CRÉDITOS: IG
Comentários:

Veja também

Colabore com informações: fotos, vídeos, áudios !